Feminicídio: Policial da Delegacia da Mulher é morta pelo ex-companheiro, no DF

Crime foi por volta das 12h desta sexta-feira (11), em Arniqueiras. Segundo PM, suspeito está foragido.

Uma policial civil, de 45 anos, foi morta pelo ex-companheiro no início da tarde desta sexta-feira (11), no Distrito Federal. O crime foi por volta das 12h, em Arniqueiras.

Valderia da Silva Barbosa Peres era agente da Polícia Civil e trabalhava na Delegacia de Atendimento à Mulher II (Deam II), em Ceilândia. O suspeito, Leandro Peres Ferreira está foragido.

O Sindicato dos Policiais Civis do Distrito Federal (Sinpol-DF) divulgou uma nota de pesar e disse que “A perda de Valderia é uma triste lembrança do quão importante é o fortalecimento da luta no combate à violência contra a mulher em nossa sociedade. Seu legado servirá como inspiração para todos os profissionais que, assim como ela, estão empenhados em fazer do mundo um lugar mais seguro e justo para as mulheres” (veja íntegra da nota ao final da reportagem).

Segundo a Polícia Civil, o corpo da vítima foi encontrado pelo filho dela, por volta das 12h30. Na delegacia, o jovem contou que chegou na casa da mãe e ela não atendeu e a porta do quarto estava fechada.

Ele deu a volta na casa, foi até a janela do quarto e abriu por fora. Quando entrou no cômodo, encontrou o corpo da mãe caído no chão do banheiro.

Segundo o jovem, a mãe estava vestida e cercada de sangue. Ele percebeu um corte profundo no pescoço da vítima, “provavelmente, feito com uma arma branca”. O jovem disse ainda que a casa estava desarrumada e sem nenhum sinal de assalto.

Casal em processo de separação
O filho de Valderia contou à polícia que a mãe e Leandro estavam em processo de separação e que o homem havia saído de casa há cerca de um mês, mas insistia em reatar o relacionamento. Segundo o jovem, o suspeito procurava a mulher no trabalho e em outros ambientes que ela frequentava.

Ele disse ainda que nunca presenciou algum episódio de agressão entre o casal, mas afirmou que o suspeito “era possessivo, às vezes tinha surtos e gritava muito”. Segundo o jovem, Leandro adquiriu um carro vermelho recentemente e vizinhos informaram que viram um veículo vermelho no condomínio nesta sexta-feira.

Policial civil Valderia da Silva Barbosa Peres, vítima de feminicídio no DF.

Com informações da Polícia Cívil DF

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

PREVISÃO DO TEMPO
Publicidades

Publicidade

Arquivos do Blog