VÍDEO! Macaco entra em supermercado duas vezes, bebe cerveja, come pinhão e é apreendido em SC

Animal tinha tutor, que mora próximo ao estabelecimento. Macaco não se feriu, porém chegou a pegar lâmina de barbear enquanto estava no mercado, em São Francisco do Sul.

Um macaco entrou em um supermercado por dois dias seguidos em São Francisco do Sul, no Norte de Santa Catarina. O animal bebeu cerveja, comeu pinhão e chegou a pegar uma lâmina de barbear. Ele foi apreendido, de acordo com Grupo de Operações e Resgate (GOR) da cidade, e não se feriu.

O animal é um macaco-prego-preto macho, de acordo com o biólogo do GOR Carlos Rocha. Ele tem registro, porém estava com a vacina antirrábica atrasada. O tutor mora perto do supermercado.

Sábado
Primeiramente, o macaco, chamado de Chico, entrou no supermercado, no bairro Rocio Grande, no sábado (20). O GOR foi chamado por volta das 18h30.

“Consumiu pinhão, abriu saco de leite em pó, potes de massa de tomate e ainda abria e tomava um pouco várias latinhas de cerveja, não consumia inteira”, disse o coordenador do GOR de São Francisco do Sul, Wesley Henrique Medeiros.
O GOR foi chamado para recolher o animal. O tutor estava no supermercado e foi identificado.

“O animal possuía registro no Ibama [Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis] e o tutor tinha a documentação. O animal inclusive era microchipado. Com isso, foi acionada a Polícia Militar, que esteve presente e realizou um termo circunstanciado por omissão de cautela na guarda do animal”, explicou o coordenador.

No próprio sábado, o GOR não conseguiu fazer a captura do macaco, que estava assustado. “Ele acabou retornando sozinho para casa ainda no sábado à noite, após o mercado fechar”, relatou Medeiros.

Domingo
Porém, o macaco retornou ao local no dia seguinte, pela manhã. Por volta das 8h30, o GOR foi chamado novamente pelos funcionários do supermercado.

Desta vez, a equipe conseguiu fazer a captura. “Em vista do fato ter se repetido, a Polícia Militar realizou a apreensão do animal, junto com o GOR”, disse Medeiros.

Segundo ele, o tutor sabia que o animal estava no supermercado, mas não demonstrou interesse em buscá-lo. Por isso, foi feita a apreensão.

Dessa forma, o macaco foi enviado ao Centro de Triagem de Animais Silvestres, em Florianópolis, cidade a cerca de 180 quilômetros ao Sul de São Francisco do Sul.

O coordenador do GOR explicou que o animal tem registro e o tutor demonstrou interesse em recuperá-lo após a apreensão. Agora o homem precisa entrar com um processo e aguardar decisão judicial sobre a guarda do macaco.

O GOR é conveniado ao município para resgate de animais e fiscalização de maus-tratos.

Com informações do g1 SC

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

PREVISÃO DO TEMPO
Publicidades

Publicidade

Arquivos do Blog