No DF: Bebê morre após mãe esperar 14h para fazer parto em hospital público de Sobradinho

Pais registraram ocorrência na Polícia Civil denunciando negligência médica e demora no atendimento. Caso foi no Hospital Regional de Sobradinho.

Um bebê morreu após a mãe ter que esperar 14h para realizar o parto em um hospital público de Brasília. Os pais da criança registraram uma ocorrência na Polícia Civil denunciando negligência médica e demora no atendimento.

O caso aconteceu na madrugada do último sábado (27) no Hospital Regional de Sobradinho (HRS). Margarete dos Santos, mãe da criança, conta que chegou ao hospital por volta de 1h30 da manhã.

Segundo ela, a equipe médica disse que não havia dilatação suficiente e ficou induzindo o parto, que só aconteceu às 15h.

“Quando eu estava em casa a bolsa já tinha estourado. Eu cheguei lá só para fazer o parto, mas eles ficaram induzindo”, diz Margarete.
Margarete conta que durante a espera solicitou um parto cesárea, mas seu pedido foi negado. A justificativa foi de que o hospital deve estimular o parto normal.

Após 14h de espera, a equipe médica viu que o bebê não tinha mais batimentos cardíacos. Somente naquele momento, segundo os pais, foi realizada uma cirurgia de emergência. Mas José Pedro não resistiu.

Os pais foram informados de que o bebê nasceu com o cordão umbilical enrolado em duas voltas no pescoço e que ele teria defecado dentro da barriga da mãe, dando início ao processo de sofrimento fetal.

“Quando ela trouxe, o neném estava sem chorar já. Eu fiquei assistindo, por 10 minutos eles tentaram reanimar, aí foi a hora que a ficha caiu. Eles ficaram por mais 20 [minutos], as médicas ficaram fazendo que não [com a cabeça], que não ia dá”, conta José Pereira, pai do bebê.

O bebê José Pedro foi sepultado na última terça (30). A Secretaria de Saúde do DF disse que a equipe médica do HRS seguiu os protocolos indicados para o caso e que a Comissão de Avaliação de Óbitos Fetais está avaliando a situação. “Se necessário, um processo de investigação para elucidação do ocorrido será instaurado”, diz a pasta.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

PREVISÃO DO TEMPO
Publicidades

Publicidade

Arquivos do Blog