Motorista de aplicativo suspeito de matar funcionário de prefeitura na frente da esposa e dos filhos no Maranhão é preso em Belo Horizonte

A Polícia Civil do Maranhão, por meio da Superintendência de Polícia Civil do Interior (SPCI), Centro de Inteligência da PCMA e DHPP/BH, prendeu, nessa segunda-feira, 4, em Belo Horizonte (MG), Felipe Everton Porto do Nascimento, motorista do aplicativo Uber, envolvido em assassinato no interior do Maranhão, no ano de 2021.

A prisão de Felipe se deu em cumprimento a mandado de prisão temporária decretada pela Comarca de Viana.

Felipe Nascimento é acusado de, em companhia de dois comparsas, ter assassinado, em 2021, no município de Cajari (MA), o jovem Rodrigo Henrique Gomes Costa, então com 27 anos, na presença da esposa e dos filhos.

Após ter sido interrogado em São Luís e negado a autoria do crime, Felipe decidiu, juntamente com a família, fugir para cidade de Belo Horizonte/MG, onde estava morando até ser descoberto pela polícia civil do Maranhão.

Com a prisão do motorista de aplicativo, as investigações continuam no intuito de localizar os outros participantes do assassinato que chocou a cidade de Cajari.

O crime

Rodrigo Henrique foi morto a tiros dentro da própria casa, na Travessa da Flores, Cajari, em dezembro de 2021.

Ele foi chamado na porta de casa por dois homens que ocupavam um veículo Renault Logan, de cor prata. Rodrigo saiu e foi executado com cinco tiros, na presença da esposa e dos filhos.

O jovem era funcionário da Prefeitura de Cajari e jogador de futebol. Segundo a polícia, ele não possuía registro criminal.

Após o crime, os autores dos disparos fugiram pela MA-317, conforme imagens de câmeras de videomonitoramento da cidade.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

PREVISÃO DO TEMPO
Publicidade

Arquivos do Blog