Matões-MA: Prefeito Ferdinando Coutinho e suas trapaças.

Você já ouviu falar na Lei Audir Blanc? Não! Vou resumir para você, caro leitor. A lei de nº 14.017 ou Lei Audir Blanc foi criada com intuito exclusivo de incentivar a cultura, e aos artistas que dependem dos espaços culturais. É uma atmosfera de total descaso com a cultura, com os artistas e produtores culturais do município de Matões.

Não existiu edital, tampouco divulgação do repasse de mais de cem mil reais para o munícipio. Sendo mais preciso, 252.076,72 (duzentos e cinquenta e dois mil, setenta e seis reais e setenta e dois centavos.) repassado pelo governo federal no dia 14/09/2020. O questionamento que paira sobre nossas cabeças é, onde foi parar esse recurso? Porque não foi devidamente aplicado? Em Matões não há profissionais da cultura? Parece que não!

A cidade de matões é berço de artistas, e, saber que a prefeitura junto com suas secretarias (IN)competentes não fizeram nada para salvaguardar a arte e a cultura local, é revoltante! O sentimento de tristeza e impotência é o que fica, por justamente conseguir enxergar o desinteresse e a falta de respeito com a arte em todas suas nuances. É válido ressaltar que a preocupação não é gratuita, é uma cobrança de direitos!

Cadê esse dinheiro, prefeito?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

PREVISÃO DO TEMPO
Publicidades

Publicidade

Arquivos do Blog