Giro de Notícias: PMDF apreende 184 galos usados em rinhas em chácara de Planaltina

Ao chegar ao local, a equipe encontrou as aves mutiladas, sem as esporas, brincos e cristas. Os galos estavam abrigados em um ambiente pequeno, escuro e sujo

Policiais militares do Grupo de Operações do Cerrado (GOC) apreenderam 184 galos em uma chácara, no Núcleo Rural Pipiripau II, em Planaltina. Segundo a corporação, os animais eram usados para promover rinha de galos.

Os PMs foram acionados, na segunda-feira (10/5), para apurar uma denúncia de maus-tratos a animais no respectivo endereço. Ao chegar ao local, a equipe encontrou as aves mutiladas, sem as esporas, brincos e cristas. Os galos estavam abrigados em um ambiente pequeno, escuro e sujo

Na casa, a polícia encontrou uma arena de luta montada para os animais, produtos cirúrgicos e medicações, biqueiras e buchas, além de balança digital e anotações sobre as rinhas. O dono da residência assinou um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO). Equipes do Instituto Brasília Ambiental (Ibram) também estiveram no local e deram continuidade à apreensão dos animais e materiais.

No total, 184 galos foram apreendidos e o proprietário da casa recebeu multa no valor de R$ 202.400

CRIME AMBIENTAL
PMDF apreende 184 galos usados em rinhas em chácara de Planaltina
Ao chegar ao local, a equipe encontrou as aves mutiladas, sem as esporas, brincos e cristas. Os galos estavam abrigados em um ambiente pequeno, escuro e sujo

Policiais militares do Grupo de Operações do Cerrado (GOC) apreenderam 184 galos em uma chácara, no Núcleo Rural Pipiripau II, em Planaltina. Segundo a corporação, os animais eram usados para promover rinha de galos.

Os PMs foram acionados, na segunda-feira (10/5), para apurar uma denúncia de maus-tratos a animais no respectivo endereço. Ao chegar ao local, a equipe encontrou as aves mutiladas, sem as esporas, brincos e cristas. Os galos estavam abrigados em um ambiente pequeno, escuro e sujo.

Na casa, a PMDF encontrou uma espécie de arena
Na casa, a PMDF encontrou uma espécie de arena
(foto: PMDF/Divulgação)
Na casa, a polícia encontrou uma arena de luta montada para os animais, produtos cirúrgicos e medicações, biqueiras e buchas, além de balança digital e anotações sobre as rinhas. O dono da residência assinou um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO). Equipes do Instituto Brasília Ambiental (Ibram) também estiveram no local e deram continuidade à apreensão dos animais e materiais.

No total, 184 galos foram apreendidos e o proprietário da casa recebeu multa no valor de R$ 202.400.

Outro caso
Policiais civis da 16ª Delegacia de Polícia (Planaltina) cumpriram, em 30 de março, mandado de busca e apreensão na residência de um homem investigado por receptação e resgataram cerca de 20 galos com sinais de maus-tratos, que eram usados em rinhas.

Na casa, os investigadores encontraram porções de cocaína, diversas munições calibre .22, R$ 1.765,00 em espécie, um celular, além de um tatu. Como prevê o Art. 29 da Lei 9605/98, é proibido “matar, perseguir, caçar, apanhar, utilizar espécimes da fauna silvestre, nativos ou em rota migratória, sem a devida permissão, licença ou autorização da autoridade competente, ou em desacordo com a obtida”. A pena de detenção vai de seis meses a um ano, além de multa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

PREVISÃO DO TEMPO
Publicidades

Publicidade

Arquivos do Blog