Giro de Notícias – Câmara Legislativa do DF aprova repasse extra de R$ 100 milhões a empresas de ônibus

Projeto é de autoria do governo local, que alega prejuízos às companhias devido à queda de passageiros na pandemia. Texto teve votos favoráveis de 13 parlamentares.

A Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF) aprovou em dois turnos, nesta terça-feira (31), a abertura de crédito suplementar de R$ 100 milhões a ser repassado às empresas de ônibus que atuam na capital. O valor será transferido além dos subsídios transferidos mensais para a operação dos veículos.

O projeto é de autoria do governo do DF. Segundo o texto, o dinheiro utilizado é excedente da arrecadação do Imposto sobre Circulação de Mercadoria e Serviços (ICMS). O GDF afirma que a medida pretende garantir o “equilíbrio financeiro das empresas”, que tiveram redução no número de passageiros por conta da pandemia de Covid-19.

Dos 18 deputados presentes na sessão, 13 foram favoráveis ao projeto. Quatro votaram contra e um se absteve (veja lista abaixo).

Em junho deste ano, a CLDF já havia aprovado a destinação de R$ 101 milhões do orçamento do Passe Livre para as companhias de transporte público. Já em novembro do ano passado, a Casa referendou crédito suplementar de R$ 25,8 milhões às empresas.

A proposta provocou discussões entre os parlamentares. Segundo a distrital Júlia Lucy (Novo), “suplementar sem saber o que está acontecendo, seria uma irresponsabilidade e leviano”. Já o deputado Reginaldo Veras (PDT) disse que a medida “é um escárnio para o usuário de ônibus”.

O líder do governo na CLDF, deputado Hermeto (MDB), argumentou que o sistema de transporte do DF sempre foi deficitário e teve necessidade de suplementação.

Veja como votou cada deputado

Arlete Sampaio (PT): abstenção
Chico Vigilante (PT): sim
Daniel Donizet (PL): sim
Delmasso (Republicanos): sim
Eduardo Pedrosa (PTC): sim
Fabio Félix (Psol): não
Hermeto (MDB): sim
Iolando (PSC): sim
Jaqueline Silva (PTB): sim
Júlia Lucy (Novo): não
Leandro Grass (Rede): não
Martins Machado (Republicanos): sim
Reginaldo Veras (PDT): não
Rafael Prudente (MDB): sim
Reginaldo Sardinha (Avante): sim
Robério Negreiros (PSD): sim
Roosevelt Vilela (PSB): sim
Valdelino Barcelos (PP): sim

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade

Arquivos do Blog