Distrito Federal: PM e Marinha interrompem festa em barco com 300 pessoas, no lago Paranoá

Além de desrespeito às medidas sanitárias, embarcação estava em desacordo com as normas de segurança naval

A Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) e a Marinha do Brasil fecharam uma festa que acontecia em um barco ancorado no Lago Paranoá com mais de 300 pessoas. A embarcação estava na altura da Concha Acústica e a festa aconteceu na noite desse sábado (5/6).

A PM recebeu denúncia de desrespeito às medidas sanitárias contra a Covid-19. Os militares encontraram falhas graves de segurança, como coletes salva-vidas insuficientes ou guardados fora do alcance dos frequentadores, além de extintores de incêndio vazios. Além disso, a capacidade máxima permitida no barco era de 225 pessoas.

De acordo com a aspirante Jacqueline Terumy, do 6º Batalhão, a festa estava totalmente irregular. “O evento foi interrompido imediatamente depois da nossa chegada por colocar em risco a vida dos participantes e descumprir as medidas de enfrentamento à Covid-19”, conta.

Segundo a PMDF, a embarcação recebia muita gente que chegava em outros barcos, mas não havia estrutura de acesso segura para o transbordo das pessoas.

A Marinha notificou o proprietário e deu até 10 dias para ele sanar as irregularidades. Caso não consiga, a embarcação será apreendida.

Denúncias de irregularidades podem ser feitas à vistoria naval pelo disque-denúncia da Capitania Fluvial de Brasília pelo telefone 3429-1173.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade

Arquivos do Blog