Caso Pedro Lucas: Ossada que pode ser do menino foi encontrada em bolsa e a 5 km da casa da família dele

A ossada, que pode ser de Pedro Lucas Santos, de 9 anos, foi encontrada em uma bolsa e a 5 km de distância da casa da família do menino, em Rio Verde, no sudoeste de Goiás, afirma o delegado Adelson Candeo. O padrasto da criança, José Domingos dos Santos, foi preso pela Polícia Civil (PC) suspeito de homicídio.

Pedro Lucas desapareceu no dia 1º de novembro de 2023. A defesa do padrasto afirma que ele nega as acusações e que José Domingo está colaborando com as investigações. Além disso, disse que ainda não teve acesso a íntegra do processo, mas destaca que acredita que o fato será esclarecido.

A ossada foi encontrada na segunda-feira (8) às margens do córrego Abóbora, perto de Rio Verde. Segundo o delegado Adelson Candeo, durante a investigação, a polícia recebeu diversas denúncias de ossadas encontradas na região que não eram humanas, mas destaca que essa era diferente.

“Inicialmente, suspeitou-se que poderia não ser humana, pois durante as investigações recebemos diversas denúncias semelhantes”, lembrou. Porém, Candeo diz que no local onde a ossada estava havia objetos para tentar “enganar” a polícia de que a ossada era de pequeno porte.

“Havia um relógio de adulto, uma bolsa e outros objetos que causaram estranhamento”, destaca.

A Polícia Científica foi até o local e certificou que a ossada era humana. “A ossada é humana, de pequeno porte e estava fragmentada em uma bolsa”, explica a perita Gabriela Silva Almeida. A perita diz ainda que a bolsa estava aberta e que havia fragmentos de costela, coluna e rádio.

“Animais podem ter pego partes dessa ossada ou o corpo já foi colocado na bolsa esquartejado”, afirma Almeida.
O material encontrado será analisado pela Polícia Científica para verificar se é de Pedro Lucas. “Foi confirmado que é uma ossada humana de pequeno porte e, agora, vamos tentar apurar de quem é essa ossada. Pode ser do Pedro Lucas e só teremos certeza após os exames”, finaliza Candeo.

G1 Goiás

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade

Arquivos do Blog