Após ter sido solto, Justiça determina prisão de suspeito de participar da morte de motorista de ônibus em São Luís do Maranhão

A Justiça do Maranhão decretou, nesta quinta-feira (25), a prisão preventiva de Leonidas Cunha Ribeiro, conhecido como ‘Lobinho’, apontado como um dos participantes no latrocínio do motorista de ônibus Francisco Vale Silva, de 48 anos, morto a tiros na noite de segunda-feira (22), em São Luís.

A decisão é do juiz titular da 1ª Central de Inquéritos e Custódia, Rogério Pelegrini Tognon Rondon. A ação acatou um pedido feito pelo Ministério Público do Maranhão (MP-MA) que afirma que Leonidas foi reconhecido por uma vítima sendo um assaltantes que estava dentro do ônibus durante o crime.

O Ministério Público alegou que a decisão judicial que, mandou soltar o suspeito, foi considerada precipitada e reconheceu a ilegalidade da prisão.

Solto após confessar crime

Leonidas Cunha Ribeiro havia sido preso em flagrante na terça-feira (23), junto com outros dois adolescentes apontados como executores do assassinato do motorista Francisco Vale Silva. Os dois menores foram apreendidos.

De acordo com a Polícia Civil do Maranhão (PC-MA) ele confessou a participação do crime. Entretanto, após ser preso, ele foi solto devido uma decisão da Justiça do Maranhão, atendendo um pedido da Defensoria Pública, reconheceu a ilegalidade da prisão e relaxou o flagrante, apontando ‘vício formal’.

No pedido feito pelo Ministério Público do Maranhão, foi reforçado que a prisão de Leonidas é necessária para garantir a ordem pública e a credibilidade das instituições, principalmente do Judiciário, já que se trata de um crime de grande comoção e repercussão social.

Suspeito confessou participação

Leonidas Cunha Ribeiro, que é conhecido como ‘Lobinho’, foi preso na tarde de terça-feira (23), porque teria ajudado dois adolescentes apontados como executores do assassinato, e que foram apreendidos.

Em depoimento, Leonidas disse que estava trabalhando carregando entulho com os adolescentes, quando um deles mostrou uma arma calibre .38 e o convidou para praticar um assalto. Leonidas diz que respondeu que ‘isso não daria certo e foi para casa’.

Ainda durante o depoimento, Leonidas falou que, por volta das 22h, soube do assassinato e que foi até um matagal socorrer os adolescentes.

Os outros dois suspeitos, adolescentes, seguem detidos e um deles assumiu ter atirado no motorista. Entretanto, a Polícia Civil afirma que segue investigando o caso para tentar confirmar a autoria do crime.

Os suspeitos residem nas proximidades do Terminal Rodoviário de São Luís, na região do bairro Vila Lobão, área bem próxima em que o assalto ao ônibus foi praticado.

O crime

Francisco Vale Silva, de 48 anos, foi morto a tiros durante um assalto a um coletivo na noite dessa segunda-feira (22), na Avenida dos Franceses, em São Luís.

Segundo a Polícia Militar do Maranhão (PM-MA), a ação criminosa aconteceu por volta das 20h. Após assaltarem os passageiros, os criminosos obrigaram o motorista a parar o coletivo próximo do Terminal Rodoviário de São Luís e, logo após o motorista ter parado o veículo, os bandidos atiraram em Francisco Vale, que morreu minutos depois do crime.

Com o motorista já baleado, o ônibus perdeu o controle e parou em cima de um canteiro central. A Polícia Militar informou que os bandidos fugiram com a renda do ônibus e objetos de valor dos passageiros. Nenhum passageiro ficou ferido.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade

Arquivos do Blog